No Ataque


Deixe um comentário

Parabéns ao ex-atleta Cabral

Nesta segunda-feira 12/06/17, completa oitenta e um três o ex-zagueiro Cabral. iniciou nas categorias de base do ABC.
Na década de 50 foi um dos destaques da da equipe de aspirantes. Na época, o time era composto com atletas da casa. Hoje, dificilmente, a equipe é escalada com atletas da casa. Vale salientar, que no ano de 1954  o ABC conquistou os títulos de campeão das categorias Infantil, Juvenil, Aspirante e Titular. Infelizmente, a categoria Aspirante foi extinta. Anexo, três fotos do aniversariante. Primeira, equipe de Aspirantes de 1957. Da esquerda para direita: em pé, Argentino, Lavanero, Paca, Zózimo, Erivan e Cabral; agachados, Sabará, Jurandir, Rômulo Lima, Pingo e Zé Pequeno. Segunda foto. Após 40 anos, o reencontro com o craque Tidão. Esquerda para direita. Cabral, Ribamar Cavalcante e Tidão.
 
 
Arquivo pessoal: Ribamar Cavalcante
 
Atenciosamente,
Ribamar Cavalcante
Anúncios


Deixe um comentário

Aniversário do ex-atleta Pingo

pingo1_09pingotime_09Neste domingo 01/05/16, completa setenta e nove anos o ex-atleta Pingo. iniciou a carreira nas categorias de base do ABC. Na década de 50 foi um dos destaques da equipe de aspirantes. Na época, o time era formado com atletas da casa. Hoje, dificilmente as equipes é escalada com atletas da casa. Vale, salientar, que na década de 50, o ABC conquistou os títulos de campeão das categorias. Infantil, Juvenil, Aspirante e profissional. Infelizmente, as categorias infantil, Juvenil e Aspirante foram extintas. Em anexo, duas fotos. Primeira. Equipe aspirante de 1957. Da esquerda para direita: em pé, Argentino, Lavanero, Paca, Zózimo, Erivan e Cabral; agachados, Sabará, Jurandir, Rômulo Lima, Pingo e Zé Pequeno. Segunda foto. Após trinta e cinco anos, tive o privilégio de fazer o reencontrodo aniversariante com o zagueiro Cabral. Seu companheiro da equipe de 1957.
 
 
Arquivo pessoal: Ribamar Cavalcante
 
Atenciosamente,
Ribamar Cavalcante
 


2 Comentários

Não foi boa a arbitragem de Pablo Ramon Gonçalves

Não foi boa a arbitragem de Pablo Ramón Gonçalves.

Acho necessário dizer.

Bem no primeiro tempo, péssimo, perdido, confuso, inseguro no segundo.

Faltas invertidas, cartões mal aplicados e demonstração de insegurança.

Pela segunda vez me decepciono com a arbitragem do rapaz que pode vir a ser aspirante à Fifa.

Seus assistentes também cometeram erros, inclusive o experiente Luiz Carlos Câmara Bezerra.