No Ataque


Deixe um comentário

ABC já está em São Paulo para a estreia na Segundona

Os alvinegros estão em Atibaia; nesta sexta (20) o clube estreia contra o Bragantino.

O ABC já está em São Paulo – mais precisamente na cidade de Atibaia – aguardando o momento de estrear na Série B do Campeonato Brasileiro contra o Bragantino; o jogo será nesta sexta (20) às 21h.

O último treino antes da viagem ocorreu esta manhã, no estádio Frasqueirão – os jogadores participaram apenas de um recreativo, o popular “rachão”, e logo foram liberados. O técnico Leandro Vampos não contará com o zagueiro Irineu (no Departamento Médico), com o atacante Leandrão (suspenso), e com o zagueiro Max, o lateral Nêgo e os meias Chimba e Victor Hugo (que aguardam a papelada de seus ex-clubes e ainda não estão regularizados); para compensar, o zagueiro Tiago Garça foi liberado pela CBF para jogar.

Viajaram para o interior paulista os goleiros Welligton e Camilo; os laterais Pio, Samuel, Renatinho Potiguar e Kauê; os zagueiros Tiago Garça, Alessandro Lopes e Leonardo; os volantes Basílio, Bileu, Marcus Vinicius, Reinaldo e Makelele; os meiocampistas Cascata, Jackson e Diego Barboza; e os atacantes Elionar Bombinha, Malaquias e Rafael Martins.

Bragantino x ABC terá acompanhamento do Tempo Real do portal Nominuto.com (que está voltando à carga).

Anúncios


Deixe um comentário

América “tira” Paulinho Mossoró do Santa Cruz

O meiocampista do “Gavião” vai defender o time rubro na Série C

O América anunciou mais um reforço para a Série C do Campeonato Brasileiro – desta vez, nada de “importação” do futebol paulista nem paraibano: o time rubro contratou o meiocampista Paulinho Mossoró, que defendeu o Santa Cruz no Campeonato Potiguar.

Eis a ficha do vice-campeão potiguar pelo “Gavião do Trairi”:

Paulo César Borges de Lima “Paulinho Mossoró”
Idade: 23 anos
Naturalidade: Mossoró/RN
Altura: 1,67m
Clubes que atuou: Potiguar/RN, Baraúnas/RN, Barras/PI, Uniclic/CE, Dom Pedro/DF, Nacional/PB e Santa Cruz/RN.


1 comentário

Um espaço para os piores do ano no esporte

Será que dá para fazer uma seleção dos piores do ano?

Não sei, juro, estou escrevendo sem saber qual a linha seguinte, mas acho que merece sim ser feita essa lista.

De jogadores, não faço uma seleção,mas cito algumas coisas ruins que passaram por aqui.

De ABC – Totonho, China,  Jackson e Ray,  esse último o pior dos piores.

De América – Evandro, Wescley, Robson Simplício, Djalma, Rodrigo Thiesen. Evandro foi o pior dos piores.

De Alecrim – Os empresários mandaram algumas “malas” via treinador, mas vi pouco, portanto, não vou citar.

De técnicos –  Sem nenhuma dúvida, Flávio Lopes foi o pior treinador que passou em Natal esse ano. Ele ganhou até de Ferdinando Teixeira.

De dirigentes – Paiva Torres, do ABC,  (por tentativa de manipulação de todos em sua volta),  Orlando Caldas, Alecrim (por deixar o treinador mandar em tudo), mas o pior de todos, o dono do troféu é José Maria Figueiredo, América, o grande responsável pelo fracasso do rubro na temporada.

De gestão pública – Natal já teve muitos maus dirigentes no comando do esporte, mas o árbitro de futebol e dublê de secretário, Rodrigo Cintra, foi a pior coisa que já aconteceu no esporte na cidade em todos os tempos.

De lobby – bola fora para parte da imprensa que, descaradamente, entrou no lobby vergonhoso contra a reforma do JL. Evidente demais a ‘jogada’.

De federação – de novo a Federação Norte-rio-grandense de Handebol, com destaque absoluto para os desmandos do presidente deposto Alberto Lins de Oliveira.

De imprensa –  Muita coisa precisa ser passada a limpo, inclusive a transmissão de nosso Estadual via tevê.

De torcida – Os vândalos travestidos de torcedores continuam tendo o apoio de alguns dirigentes de clubes para promover suas “guerras santas”.

De sites –  desatualização e noticiário “oba-oba”, o que demonstra falta de profissionalismo de nossos clubes.

De comportamento – A vergonhosa submissão a tudo que vem de fora, a supervalorização do que não é nosso. O verdadeiro endeusamento da imprensa “estrangeira” .

De praças esportivas – Machadão, Machadinho, DED, CAIC,  Sylvio Pedroza, Palácio dos Esportes, Ginásio Machadão (ZN) e muitas outras praças e quadras de esportes totalmente abandonadas e destroçadas.

De eventos – Natal não tem mais um calendário esportivo. Tudo esquecido para felicidade geral dos funcionários parasitas.

De calote – O maior deles dado pela Secretaria de Educação da Prefeitura aos árbitros, assistentes, mesários, cronometristas e demais colaboradores, que estão sem receber pelo trabalhos deles nos JEMs -0 Jogos Escolares do Município – desde setembro de 2009.

De furada – a briga que Rodrigo Cintra comprou com Danilo Menezes. Se arrependeu de verde e amarelo.

De mentiras – O Bicão continua imbatível.


1 comentário

Os melhores dos Estaduais e outras ‘presepadas’

Fim de ano.

Todos os campeonatos findam. E com as decisões vêm as escolhas dos “mestres” do futebol.

Tem absurdos assim disparatados, como as escolhas de Rodrigo Cintra como melhor árbitro do Baiano.

Porque, se foi, algo de muito estranho deve ter acontecido. Vi erros do “Cel” Cintra no Baianão.

Será que isso foi verdade mesmo? Sim, deve ser, por o tal do Almeida ( o do jogo do ABC) foi o melhor de Minas.

Mas ele disse que foi escolhido o melhor.

Sim. Ronaldinho Gaúcho, o o melhor do Carioca. Caras de pau. Será que Luxa foi o treinador?

Rogério Ceni foi o destaque do Paulistão, pelo menos na visão do idiota do André Riseki, da SporTV.

Mas tem coisas boas nas escolhas.

Allison, zagueiro potiguar, sacaneado pelo Bahia, e hoje no Vitória, foi o melhor zagueiro da Bahia em 2011.

Melhor zagueiro não. Foi o craque do campeonato baiano.

O goleirão Thiago Cardoso que, por razões que desconfio, nunca foi respeitado em Natal, quando defendia o ABC, foi o melhor do Pernambucano.

Por aqui, nem olhei direito, mas aproveito para fazer a minha seleção dos melhores.

Melhores do Estadual

Goleiro – Isaías

Lateral – Rafinha

Zagueiro – Garça

Zagueiro – Pantera

Lateral – Renatinho Potiguar

Volante – Basílio

Volante – Eliélton

Meia – Cascata

Meia – Norberto

Atacante – Felipe Alves

Atacante – André Neles

Técnico – Leandro Campos

Árbitro – Ítalo Medeiros

Dirigente – Sem destaques


1 comentário

Neymar x Leandrão: as diferentes punições do STJD para um mesmo “crime”

Gente, desde da hora do resultado do julgamento de Leandrão, punido com quatro jogos de suspensão e multa de mil reais, que me coço para escrever sobre essa aberração.

Deixei o tempo passar para não destilar ódio, para ver se me livrava um pouco da indinação que me consumiu.

Não falo em defesa de Leandrão, nada disso, acho ele um jogador comum e péssimo marketeiro, mas a sacanagem do STJD foi da grossa.

Como é que um jogador pode ser punido por uma frase postada em twitter, sem referência direta.

Aliás, punido por um crime que nem é previsto na lei.

Pura discriminação. Sacana discriminação. Atitude terrorista, segregacionista, pior até que as exceções absurdas dos tempos negros da ditadura.

Aliás, é preciso dizer, o futebol do Brasil sempre viveu sobre o comando de ditadores, cada um pior que o outro – Havelange, Heleno Nunes, Nabi, Coutinho e Ricardão.

Esse último, acreditem, só na supera o mestre, ex-sogro, porque não vai conseguir ser presidente da Fifa.

Devo ter esquecido algum, mas é que não suporto ditadores.

O futebol brasileiro é uma vergonha nacional. Muito pior que a nossa política que abriga tipos como Sarneys, Bolsonaros e Dirceus.

Essa punição ao atacante Leandrão é um indicativo claro do que o ABC, o Icasa, o ASA e outros menos “votados” vão sofrer na Série B.

Veja abaixo, na matéria, o que aconteceu com Neymar, do Santos, que foi julgado pelo mesmíssimo “crime” de Leandrão.

PS: esse julgamento e punição é tão absurdo, que eu nem sabia, nem imaginava, que havia sido oferecido denúncia contra o jogador do ABC.

Neymar convence STJD e se livra de punição por comentário no Twitter.

Jogador afirma que seu perfil no site de relacionamentos foi invadido e que xingamento a Sandro Meira Ricci não foi escrito por ele. Procuradoria aceita.

O atacante Neymar, do Santos, está livre de punição pelas críticas que teria feito, via Twitter, à arbitragem de Sandro Meira Ricci, que apitou Vitória 4 x 2 Santos, domingo retrasado, em Salvador. Neymar estava machucado e não participou da partida. Ficou assistindo pela televisão e comentando o jogo pela internet.

Em determinado momento, apareceu em seu perfil Twitter a frase “Juiz ladrão vai sair de camburão” logo depois que Ricci expulsou o zagueiro Edu Dracena por cometer pênalti ao tocar a bola com a mão dentro da área. Em seguida, a mensagem foi apagada e Neymar postou uma nova se desculpando e alegando que alguém havia invadido o seu perfil: “Matéria que colocaram no #globoesporte.com falando que eu chamei o juiz de ladrão.. não foi eu não viu… tanto que eu deletei na hora!”.

A pedido do advogado do Santos, João Gazola, Neymar escreveu uma carta ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva afirmando que não ofendeu o árbitro e que houve uma invasão a seu Twitter.


Deixe um comentário

Os placares desta quarta (18) na Copa do Brasil e Libertadores

Na Copa do Brasil, só empates; o Santos também empatou, mas na Libertadores

Entre outros jogos realizados neta quarta (18), destaques para a Copa do Brasil e para a Libertadores.

Na Copa do Brasil, começaram as semifinais – empatadas. No Ceará, o time de casa empatou sem gols contra o Coritiba; e no Rio de Janeiro, Vasco e Avaí empataram em 1 a 1 (com o Vasco “encontrando” um pênalti aos 48 do segundo tempo…) [gols: Julinho (AVA), Diego Souza (pên) (VAS)].

E na Libertadores, começaram os jogos de “volta” das quartas de final – teve Santos 1 x 1 Once Caldas-CHI [gols: Neymar (SAN); Rentería (ONC)] e Luibertad-PAR 2 x 4 Velez Sarsfield-ARG. Santos e Velez estão nas semifinais; nesta quinta (19) serão conhecidos os outros semifinalistas.


Deixe um comentário

Tuíte-desabafo rende “gancho” e multa a Leandrão

Por 3 votos a 1, o craque alvinegro só vai poder jogar na 5ª rodada da Segundona

O jogador Leandrão, do ABC, vai ficar 4 jogos “de molho” e ainda vai ter que pagar multa de R$ 1 mil por conta de um tuíte-desabafo após Vasco x ABC, jogo de “volta” da 2ª fase da Copa do Brasil. Foi o que decidiu nesta quarta (18) o STJD.

Após o dito jogo – que rendeu a eliminação do ABC – o craque escreveu no twitter “Qual turista vem ao Rio e não é roubado?”; indagado pela imprensa, ele deixou a interpretação a critério de cada um – e a interpretação da Procuradoria do STJD foi que o atleta alvinegro se referiu à arbitragem e o enquadrou direto no Artigo 243-F, Parágrafo 1º do CBJD (ofensa à honra, e para isto a pena é uma multa; se o ato partir de um atleta ou algum membro da Comissão Técnica, além da multa tem suspensão de pelo menos 4 jogos). A defesa argumentou, entre outros aspectos, que o microblog (o twitter) era de cunho pessoal e que o atleta não quis ofender o Rio de Janeiro, além do caso em questão não ser “caso típico de denúncia no campo desportivo”. Não deu: por 3 votos contra 1, Leandrão só vai poder estrear na Série B na quinta rodada, fora a multa.